Viver juntos ou casar? Dilemas!

quinta-feira, abril 24, 2014
Sempre imaginei que sairia de casa somente para casar. Aquela ideia romântica de sair de casa pelo braço dado do meu pai  e ser entregue ao N . acompanhou-me sempre durante o nosso namoro. Mas durante alguns fases do nosso namoro, tivemos a possibilidade de vivermos juntos, quando o N. vivia em Lisboa e nunca foi algo que me incomodasse. Viver com o N. antes de casar não vai, como algumas pessoas continuam repetidamente a dizer-me, fazer com que perca o encanto do casamento. Porque mais do que casar, o que realmente queremos muito os dois é construir uma vida juntos. E por isso este passo foi dado em conjunto sem olharmos para trás ou sem ficar com qualquer tipo de sentimento negativo em relação a esta situação.
Primeiro porque a par de vivermos juntos, decidimos casar. Tudo muito bem ponderado e bem definido. Claro que a vida dá muitas voltas e o que decidimos este ano pode ser alterado a qualquer momento. Se me saísse o euromilhões nem me preocupava com nada disto ;)
Mas como não jogo, lá teremos que nos organizar para que tudo corra pelo melhor.
O que realmente ambos queremos é ficar juntos, se casamos um ano depois os dez anos depois, o que é que isso importa?
Já ouvi de tudo, desde que “comunicamos” que íamos viver juntos antes de casar! Desde “ que não tem a mesma piada”, “que quem espera mais uns meses, espera mais um ano”, #que eu tenho cara de noiva e devia mesmo de casar antes”
, “que o tempo vai passar e o N. não me vai pedir em casamento”, “que vamos acabar por gastar o dinheiro noutras cenas e vamos deixar o casamento de lado”….
Até fico cansada do discurso das pessoas…
O que NÓS decidimos só a nós diz respeito. A forma como decidimos também. E o que realmente importa é o objectivo. E o objectivo é ficarmos juntos.
E pessoas, não se preocupem, eu vou casar, sim?
Não porque vocês fazem questão, mas porque ambos queremos.

17 comentários:

  1. E acho que a única coisa que importa é o que vocês querem e ponto...
    E quando se quer muito uma coisa, chegamos sempre lá. Não tenho duvidas disso! Ainda hoje não sei muito bem como conseguimos casar, montar uma casa ao mesmo tempo e ainda assim fazer uma lua-de-mel que para nós foi espetacular. Acho que só conseguimos tudo e tudo ao mesmo tempo porque queríamos muito. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já falamos tantas vezes sobre isto;) é sempre dificil tomar decisões destas e entre fazer tudo no mesmo ano, com imenso stress para mim, com as ausências do N,, sem podermos ir de férias...tornou-se claro para nós que podiamos fazer tudo como sempre sonhamos sem ser necessário de abdicar de muita coisa, bastava adiar um ano! O objectivo é estarmos juntos e já falta pouco ;)

      Eliminar
  2. Eu moro com o meu namorado quase há 3 anos e só o ano passado decidimos casar, aliás ele surpreendeu-me com o pedido mais perfeito do mundo (para mim é claro). Ao contrário de ti não fazemos grandes planos a longo prazo, o que tiver que acontecer acontece na hora certa. Assim foi com o casamento... não era imperativo da minha parte casarmos mas a verdade é que, mesmo estando muito bom morarmos juntos, chega a uma altura que oficializar faz sentido. O importante é ambos quererem a mesma coisa, se assim é tudo será perfeito e a opinião dos outros é isso mesmo, uma opinião :)

    Beijo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim Lady Cat ;)
      Para nós este passo faz todo o sentido neste momento, como te disse, tudo pode mudar e ser antecipado ou adiado. Não interessa o tempo...=)

      Eliminar
  3. Olá, sabes que o vosso blog passou a fazer parte dos blogs que leio diariamente e este post em particular fez com que viesse cá comentar (já comentei noutros mas por motivos diferentes). Eu sou daquelas que dizia e pensava exactamente como tu. Quando saísse de casa para viver com o meu namorado teria 1º que casar. Mas nós sabemos que casar tem os seus custos e implica passar muito tempo a poupar (pelo menos nós fizemos isso). Nós já namoramos faz este ano 11 anos! E a verdade o que nós queremos é estar juntos e como um vive no norte outro no sul e chega ao final do dia estávamos cansados para irmos tomar um café para estarmos mais um pouco de tempo juntos..então ficou imediatamente decido que teríamos que viver juntos e íamos poupando para casarmos que aconteceria anos depois..pelo meio ainda fomos viver para outro país..regressamos à nossa terra e por uma "longa história" não nos foi possível viver juntos..no momento estamos a viver cada um em casa dos seus pais..mas sempre com o objectivo de voltarmos a viver juntos que era o mais importante para nós e casar..E ainda que já tenhamos vivido juntos..não tira o encanto do casamento, o que importa é o significado que isso terá para vocês e o sentimento que tem um pelo outro. A nós custa imenso estarmos separados e pensamos porquê que temos que esperar pelo casamento..esse passo pode ser dado mesmo que estejamos a viver juntos...Posso te dizer que este vamos casar (sim vamos mesmo). No nosso caso não anunciei com tanta antecedência que tínhamos nos nossos planos o casamento..porque já sei que todo o mundo ia começar com esses comentários infelizes...então apanhamos todo o mundo de surpresa e comunicamos no inicio do ano que iriamos casar..e que seria em Julho...Ninguem estava à espera..só a minha mãe (que já lhe tinha dito). Mas sim vamos ter o nosso casamento ainda que depois de termos vivido juntos..vai ser o dia como nós queremos (fizemos cedências é certo, porque não queremos gastar td o que poupamos no casamento) mas vamos ter o nosso dia...aquele com o qual sempre sonhamos e estamos ansiosos para que chegue! Por isso Lila, digo de coração, o mais importante é aquilo que vocês sentem e querem que aconteça..Se está nos vossos planos não interessa como, quando, porquê..o importante é que seja feito como vocês querem e não o que os outros dizem ou pensam Nada fica sem piada ou encanto por essas razões. As pessoas esquecem-se que o encanto está no sentimento, está naquilo que queremos. Infelizmente, cada vez mais existem pessoas com falta de bom-senso..Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @me, obrigada por todas as palavras. Estas e as outras.
      Eu sei bem o que é estar separado, já tivemos de tudo, desde estar esporadicamente, a estar todas as semanas e claro a estarmos todos os dias juntos! Nós já levamos uma bagagem espectacular...tudo o que aparece nós adaptamo-nos ;)

      Nada tira o encanto desta fase;) E espero daqui a um ano já estar a encher o blog com os preparativos para o casamento! Espero que tenhas um dia maravilhoso;)

      Eliminar
  4. O que vou dizer não contém qualquer tipo de juízo de valor, é meramente fáctico: tu és provavelmente a única pessoa que "conheço" (sei que nunca nos vimos mas nisto dos blogues a pessoa ganha alguns afectos e sinto que te conheço um bocadinho pequenino =)) com uma idade próxima da minha e com uma relação estável que não vive com o namorado. Isto para dizer que se qualquer desses comentários menos felizes que vocês têm ouvido forem verdade, então todas as relações actuais estão condenadas ao fracasso.
    Viver debaixo do mesmo tecto que a pessoa que amamos, com ou sem anel no dedo, é do melhor que há na vida =).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @Gelatina, ainda outro dia comentava com a minha BFF que ainda nos lembravamos do tempo em que tu desejavas ter um amor e entretanto encontraste alguem e já vives com essa pessoa!
      O tempo que as pessoas demoram a dar determinados passos é mesmo relativo e claro depende tanto de como corre a tua vida!
      Ao contraio de ti, 90% das minhas amigas não vivem com os namorados, pelo menos com a minha idade. Eu continuo achar que tudo o que fizemos até agora vai levar-nos a ter uma vida espectacular no futuro. É verdade que não vivemos juntos, mas também não posso dizer que não gosto de namorar...ou da vida que levamos até agora! Basicamente, temos dias em que efectivamente vivemos juntos...só que na casa dos pais e isto muitas vezes dificulta a tua saida de casa, não há propriamente necessidade de mudar, porque temos as coisas boas do nosso lado, como dormir juntos, cozinhar, vamos juntos para o trabalho e a parte mais chata, de arrumar, lavar roupa, passar a ferro não passa por aqui! No entanto, concordo ctg...e estou disposta a ficar com a parte chata da coisa só para poder estar sempre com o N. ;)

      Eliminar
  5. As pessoas dão o cu e 5 tostões para se meterem onde não são chamadas, desculpa a franqueza! Ninguém pergunta opinião mas as pessoas dão! Se quisesses opinião pagavas a um psicólogo (sei lá) para ta dar certo? Mas não, as pessoas acham-se no direito de cada coisa...

    Bem, o que importa é A TUA DECISÃO! A VOSSA! Mais nada!
    Felicidades

    ResponderEliminar
  6. Compreendo a tua situação, mas sendo tu católica praticante acho que te estás a esquecer. Onde fica Deus no meio disso tudo? ;) Para casar pela Igreja basta 200€ (burocracia), o resto é pompa e circunstâcia.
    Se apenas queres casar pela Igreja porque é bonito, mais vale não o fazeres. Se acreditas mesmo no sacramento do matrimónio, em que tu, ele e Deus são um SÓ, aí sim.
    São opções de vida.

    ResponderEliminar
  7. Compreendo o teu dilema porque também passei por isso quando decidi morar como meu namorado. Para além de na altura ser mais barato nas despesas (apartamento, contas etc), uma pessoa conhece melhor a outra, descobre novos defeitos e feitios e por vezes é um teste à relação!
    Mesmo que demorem a casar, qual é o problema? Casar é a festa.
    O viver junto é que é a união ;)

    Deixo-te um post que me fez perceber isso: http://oblogdodesassossego.blogspot.co.uk/2014/02/casamento-nem-pensar.html

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Lila, foi muito interessante ler a tua partilha. Esses pensamentos também viveram na minha cabeça. Mas viver juntos não estraga o encanto do casamento. Aliás, torna-o ainda maior, porque há tanto que já sabes sobre a outra pessoa, que só a vivência diária te pode dar e, mesmo assim, decides casar. Viver juntos não é fácil. Exige cedências, tolerância às coisas que sempre nos incomodaram, zangas e impossibilidade de cada um ir para sua casa acalmar-se e depois voltar para fazer as pazes. Se, depois de toda esta vivência, decides casar é porque há algo muito mais grandioso do que as adaptações e dificuldades. Há um amor maior. E depois, preparar um ritual, uma festa, uma partilha como um casamento, é algo que as românticas como nós encararão sempre com um encanto mágico. Sê feliz em cada uma das tuas escolhas :)

    Sílvia*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. =)
      Sílvia, antes demais parabéns pela casamento, pelo amor e pelo blog!
      Ainda outro dia mostrei-o a uma amiga que vai casar um bocadinho antes de ti e que imagina trocou de vestido há um mês! Afinal as dúvidas é comum nas noivas ;)
      Quanto ao meu post, eu realmente não tenho dúvidas do que quero e o que mais quero é estar com o N., agora que tomamos esta decisão tudo parece fazer mais sentido e sinto que vai ser ainda amsi especial preparar o casamento vivendo juntos, tal como tu, também eu quero poder ter dúvidas sobre o vestido e poder no fim do dia dormir abraçado à única pessoa em quem eu mais confio=)
      Vai ser giro e dificil....=) Não estou à espera de um conto de fadas, apesar de às vezes parecer, mas sei bem que vai ser complicado partilhar uma casa mas o que realmente quero é estar com ele* e ser feliz!

      Obrigada pelo teu comentário!

      Eliminar
    2. Obrigada pelas tuas palavras doces*
      Aproveita cada decisão e momento. Tudo faz sentido quando é verdadeiro e aí, não há opinião externa que valha.
      Daqui a uns tempos falamos sobre a arrumação na casa, a roupa para passar, o pó para limpar e a difícil ginástica de conciliarmos isso com as coisas que nos fazem ser quem somos. Ui, é tão difícil às vezes. Uma estafa!
      Beijinhos*

      Eliminar
  9. Eu vivi com o meu namorado durante 4 anos antes de casarmos. Quando casamos, o ano passado, foi uma decisão muito ponderada e muito desejada.
    Tivemos um dia inesquecível e nada se perdeu :).

    ResponderEliminar
  10. Nós vivemos juntos há 4 anos e casamos daqui a menos de um mês :) Acho que não é por já vivermos juntos que o encanto do casamento se perde, muito pelo contrário.
    Aliás o mais importante é vocês estarem felizes e juntos :)

    ResponderEliminar